Três tipos de vampirismo


1)Vampirismo de desencarnado para o encarnado: Esses espíritos que ainda estão presos nas convicções da vida terrestre (material) sugam literalmente as nossas energias com o propósito de ter a revitalização total de seu espírito, já que ele precisa ficar “vivo” de alguma maneira, o termo de vampirismo podemos fazer uma analogia de vampiro do famoso escritor do estilo gótico Bram Stocker, em sua fantasia, ficção, o vampiro se utilizava de pessoas a fim de conseguir sangue para se sentir vivo, ter energia, se fortificar com a “ausência de vida” do outro. O mesmo ocorre no campo espiritual, contudo, não é bem sangue que os vampiros espirituais procuram, eles se alimentam daquilo que mais gostavam em vida. Por exemplo: O desencarnado quando em vida, era uma pessoa altamente dependente química (vamos exemplificar o álcool), ele vai procurar por pessoas que gostam de beber, tanto quanto ele ou até mais do que ele, pra absorver a sensação do álcool e consequentemente lhe tirar sua energia vital.
Os lugares onde esses vampiros estão mais concentrados, são em bares, baladas até mesmo em residências onde o álcool é utilizado de forma desenfreada e se por ventura na família existem mais pessoas dependentes da bebida ele com certeza vai vampirizar esse ente, primeiro pela afinidade em comum, segundo pelos laços de sangue que ainda estão presentes já que o vampiro é um ser ainda sem evolução no campo espiritual e ainda está muito ligado a matéria.

2) Vampirismo de encarnado para encarnado: Primeiro vamos eliminar algumas crenças limitantes a cerca desse assunto, nós somos feitos de energia, e quando nos aproximamos de alguém acontece um fenômeno chamado simbiose energética, ou seja, todas as relações que você tem, seja com parentes, amigos, seus relacionamentos afetivos e até mesmo com os animais, há sim uma troca de energia.
E por mais triste que possa parecer, é muito comum os próprios seres encarnados se transformarem em sugadores de energia, que pode ser de uma forma consciente ou não. Então, quando nos aproximamos de alguém estabelecemos vários tipos de conexões de troca energética com as pessoas, que pode ser mais superficial ou mais profunda, tudo depende do grau de afinidade em que esses espíritos se encontram, lembrando que apesar de estarmos encarnados nosso corpo físico é só uma casca, no fim somos todos espíritos.
É muito comum chegar perto de uma determinada pessoa e sentir uma paz, uma harmonia um prazer e bem estar, são pessoas que estão com suas ligações energéticas em equilíbrio, porém, algumas pessoas sentimos desespero, angústia, um cansaço sem explicação nenhuma e é exatamente aí que essa pessoa está sugando toda a nossa energia, a maioria desses casos vêm de pessoas cujo o caráter é de egoísmo, egocentrismo, elas estão em uma crença de desequilíbrio total do seu eu superior, estão muito debilitadas energeticamente.


3) Vampirismo de desencarnado para desencarnado: Por mais estranho que se possa parecer, desencarnado também pode vampirizar outro desencarnado, um exemplo disso pode ser encontrado no livro “Transição Planetária” ditado pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda psicografado pelo médium Divaldo Franco. Nesse livro é contato que após a infeliz tragédia da Indonésia, tsunami de 2004, muitos espíritos de luz e nobreza foram ao encontro desses recém desencarnados, em auxílio a eles para não serem atacados por entidades de baixa vibração energética que vampiriza, com o único intuito de roubar a energia vital desses recém desencarnados.

Por STHEFANY NOLASCO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Oração a Santa Sara Kali

30 sintomas que indicam que você pode estar sob ação de Magia Negra

Oração ao Arcanjo Saquiel